A acne na vida adulta

A acne na vida adulta

Olá, tudo bem? Hoje vamos falar de um assunto comum a todos nós: a acne.

Sou capaz de apostar minha coleção de esmaltes que todo mundo já sofreu com ela em alguma fase da vida. Pois é, a acne na adolescência é considerada normal, mas na fase adulta não é bem uma anormalidade. Uma vez ouvi uma mulher falar: Daqui a pouco vou ter netos e ainda vou ter espinhas, pode? Sim, pode. Estima-se que 25% das mulheres adulta têm acne e espinhas. Por exemplo: a mulheres balzaquianas apresentam espinhas na área do queixo, boca e canto dos olhos. Nas jovens, as espinhas aparecem por todo o rosto e especialmente na zona T.

As mulheres maduras têm o problema, em geral, no mesmo lugar, ou seja, a espinha sai sempre na mesma região ou lugar. Alguns vilões são apontados para o aparecimento das espinhas na idade adulta, como as alterações hormonais provenientes do uso de anticoncepcionais e de reposição hormonal, o ritmo de vida estressante e a má alimentação. Mas um outro fator é relevante: o descuido com a limpeza da pele e o excesso de cosméticos que a mulher depois dos 30 começa a usar no dia a dia.

O uso de cremes hidratantes, anti-idade, protetor solar e outros, combinado com uma limpeza da pele ineficiente, deixa os poros obstruídos e a pele oleosa. O resultado é o aumento das acnes e cravos pelo rosto. Uma boa dica é usar e abusar de lenços umedecidos a base de água para retirar o excesso de óleo do rosto no dia a dia.

Outras boas dicas para cuidar da sua pele:

  • Não lave o rosto toda hora
  • Retire toda a maquiagem antes de dormir
  • Use cosméticos não-comedogênicos e oil free.
  • Beba de 3 a 4 litros de água por dia e não abuse de alimentos engordurados
  • Nunca esprema as espinhas pois a infecção pode piorar e deixar marcas permanentes.

Cuide de sua pele, cuide de sua saúde!

Até mais!